A Redenção da Humanidade

“Com isso, Jesus curvou a cabeça e entregou o espírito.” (João 19:30). A cabeça dele não caiu para a frente, Ele a curvou. Jesus não foi nenhum desmaiado exausto. “Ninguém tira (minha vida) de mim,” ele prometeu, “mas eu a dou por minha espontânea vontade” (João 10:18). O homem na cruz no meio comandou o palco central. Ele era soberano, até na morte – principalmente na morte. A obra do pai à qual ele se referiu quando criança seria completada uns vinte e um anos mais tarde e menos de um quilômetro ao oeste na colina de Gólgota.

Exatamente o que foi consumado? Bem, há uma tarefa da qual ele não precisa mais cuidar: é a redenção da humanidade. Jesus, o Filho sem pecado de Deus absorveu nele mesmo o nosso pecado. E nós, sua criação rebelde podemos receber a bondade de Jesus Cristo. Lembre-se, amigo, você nunca está só.

Tradução por Dennis Downing
Em Inglês: “The Redemption of Mankind”

Max-Instagram-Logo-110x55

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Receba Devocionais Diários de Max no seu inbox
DEVOCIONAL DIÁRIO