Meu Deus, Meu Deus

No monte Calvário, Cristo levanta sua cabeça pesada para os céus, clamando ” “Eloí, Eloí, lamá sabactâni?”, que significa “Meu Deus! Meu Deus! Por que me abandonaste?” (Marcos 15:34). Nós perguntaríamos o mesmo. Por que ele? Por que abandonar seu filho? Abandone os assassinos. Deixe os malfeitores. Vire as costas para os perversos e senhores de sofrimento. Abandone-o, mas não Jesus.

O que será que Cristo sentiu na cruz? O desgosto gelado de um Deus que odeia pecado. Por quê? Porque Jesus carregou os nossos pecados em seu corpo. Com mãos esticadas pelos cravos, ele convidou Deus, “Trate-me como o Senhor trataria a eles.” E Deus o fez. Num ato que quebrou o coração do Pai, mas, honrou a santidade do céu, o juízo que acaba com o pecado foi despejado no Filho sem pecado.

Meu Deus, meu Deus por que me abandonaste? Por que Deus clamou estas palavras? Para que você nunca tivesse que fazer.

Tradução de Dennis Downing
Em Inglês: “My God, My God”
de “No Monte Calvário”

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
DEVOCIONAL DIÁRIO
Receba Devocionais Diários de Max no seu inbox