Julgar é Trabalho de Deus

Há poder na vingança. Poder intoxicante. Será que não temos saboreado? Não é que já sentimos o desejo de acertar as contas? Enquanto trazemos o ofensor para a sala de julgamento, anunciamos “Ele me machucou!” e os jurados balançam suas cabeças em repúdio. “Ele me abandonou!” explicamos, e a sala ecoa com as nossas acusações. “Culpado!” o juíz rosna enquanto bate o martelo. “Culpado!” os jurados concordam. Regozijamos neste momento de justiça. Saboreamos a nossa vingança.

Não quero parecer arrogante, mas, por que você está fazendo o trabalho de Deus para Ele? “A mim me pertence a vingança”, o Senhor declarou. “Eu é que retribuirei.” Provérbios 20:22 diz “Não diga: ‘Eu o farei pagar pelo mal que me fez!” Espere pelo Senhor, e ele dará a vitória a você’.” Julgamento é o trabalho de Deus. Presumir o contrário é presumir que Deus não consegue fazer. Deus nunca nos pediu para acertar as contas ou nos vingar. Nunca!

Tradução de Dennis Downing
em ingles “Judgment is God’s Job”
de “Quando Deus Sussura Seu Nome”

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
DEVOCIONAL DIÁRIO
Receba Devocionais Diários de Max no seu inbox